Minhas Redes Sociais

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Conversas Sobre Filosofia e Educação: O que é Filosofia? (Discussões sobre Filosofia da Educação no Curso de Pedagogia a Distância da UAB/PPGE/UFJF) - 2º DIÁLOGO

Re: Fórum de ambientação da disciplina Filosofia da Educação

Por: Octavio Silvério de Souza Vieira Neto  -  terça, 22 março 2011, 15:07H



Olá Pessoal,

Vamos analisar alguns pontos interessantes que foram ditos, até o momento.

A Filosofia é: "o estudo em torno de uma questão" (Lenilde); "a maneira de pensar, de expor as ideias,digamos que a filosofia seja o amor ao conhecimento ou a busca da sabedoria" (Maria do Rosário); "é o estudo do ser humano, como entender seu raciocinio, sua interpretação, as leis, a justiça, o bem, a verdade, a beleza da vida" (Regina); "é a busca pelo conhecimento, a procura de novos conceitos, explicações" (Nívea); "um esforço do homem para intensamente saber bem de si e do mundo real" (Antônia); "a compreensão do mundo e a forma de conduzi-lo" (Maria Trindade); "forma de compreender as coisas" (Elzilene); "maneira de pensar, a visão, a opinião em relação a determinado assunto" (Yara); "é pensar, é falar em cultura, é falar no processo de humanização, no nascimento e na importância da linguagem, na relação com o conhecimento e com a educação" (Marcia); "é a arte do pensar em busca do conhecimento" (Vilma); "é o estudo a cerca de tudo que esta a nossa volta, a nossa cultura a maneira em que vivemos e como vamos evoluindo com o passar do tempo" (Veronica); "é sermos críticos e reflexivos na nossa prática pedagógica" (Raquel); "e sua característica mais marcante é o uso de argumentos lógicos, atividade dos tipicamente, argumentativa: ou inventam argumentos, ou criticam os argumentos de outras pessoas ou fazem" (Geralda);  "estudo de problemas fundamentais relacionados ao mundo e ao homem. Por meio dela o homem pensa, reflete, analisa, a fim de desenvolver o senso crítico" (Andreia); "é ser amigo da sabedoria (philos = amigo e Sophia = conhecimento)" (Cristiane); "faz parte do nosso dia-a-dia, não é só uma teoria distante da vida" (Ilde); "é o estudo através de analise, reflexão e observação de um problema social" (Geralda Barbosa); "necessidade de inovação na area do conhecimento para solucionar problemas relacionados a vida social, pensar, filosofar, criar algo novo para resolver problemas em todas as áreas do conhecimento científico e teórico" (Maria Cely); "é sabedoria, beleza, verdade, forma de pensar e definir conhecimentos" (Maria Elisabeth); "é o ramo do conhecimento que tem como tarefa delimitar uma concepção mínima de racionalidade" (Maria Elza); "matéria com muita complexidade mas ao mesmo tempo surpreendente e enriquecedora" (Francyelle); "é o estudo do ser humano racional" (Adriana); "é algo que nos permite a compreensão do mundo atual, e as formas de como podemos conduzi-lo na contemporaneidade, são as descobertas" (Alaide); "é  uma concepção de homem e de mundo, dá sentido à Pedagogia" (Sirleide).

Ufa!!! Quantas conceituações diferenciadas sobre uma única forma de conhecer da humanidade!

Percebam que todas estas afirmações escritas por vocês nos ajudam a compreender o significado da Filosofia e da Filosofia da Educação.
Todavia, alguns de vocês trouxeram à tona uma questão que nos ajuda a esclarecer o conceito de filosofia, mas que, ao mesmo tempo, não é filosofia, ao modo que estamos conduzindo nossa reflexão: a filosofia de vida.

Vamos perceber que a mudança de atitutdes diante do saber e da vida é uma filosofia de vida. Ou seja, quando aderimos a algumas condições práticas que melhoram nossa maneira de viver, podemos chamar esta nova condição de vida de filosofia de vida. É o que as empresas fazem para melhorar suas condições relacionais e, consequentemente seus faturamentos: aderem a uma nova prática de ralcionamento, aderem a uma filosofia empresarial.
Pensando desta maneira, os primeiros filósofos, quando assumem uma nova maneira de conhecer a realidade, a racional, aderem a uma nova filosofia de vida.

Mas como vocês mesmo apontaram, a filosofia, como estamos preconizando, é um método racional de analisar e investigar o si mesmo, as coisas e o mundo à nossa volta. Não sendo, portanto, filosofia de vida. Entenderam?
Por isto Regina, as estórias que sua professora lhe contavam tem uma finalidade de orientar quanto á filosofia de vida (moral) das pessoas. Ou seja, o modo como se deve agir diante de situações problemáticas e não como devemos pensar sobre estas situações. Pensar (análise crítico-reflexiva) a situação/problema é papel da filosofia. Tudo bem!

Delimitado estas duas esferas do saber humano, gostria que vocês apontassem alguns exemplos sobre o que é uma atitude filosófica e uma atitude pautada em filosofias de vida, para daí podermos encerrar o conceito de filosofia. Vamos lá? Mãos à obra!  

Abçs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O que achou destas ideias?
Deixe seu comentário!